Em seu artigo “Orientações para a criação de um incentivo para produções estrangeiras no Brasil”, publicado no dia 9 de agosto pela “Revista de Cinema”, Steve Solot, presidente do Latin American Training Center e diretor executivo da Rede Brasileira de Film Commissions-REBRAFIC, ressalta que o Brasil é um dos poucos países da América Latina que ainda não oferece um incentivo para produções estrangeiras.

“No entanto, a boa notícia é que o MinC e a Ancine iniciaram, finalmente, este ano, um processo sistemático para criar um incentivo para produções estrangeiras através da criação de um Grupo de Trabalho (GT) oficial no Conselho Superior do Cinema, intitulado ‘Políticas para atrair produções e coproduções internacionais’. Este Grupo já se reuniu em três ocasiões e convidou representantes de film commissions brasileiras para participarem.” afirma Solot.

O artigo traz também exemplos de sucesso de outros países e orientações específicas para que o Brasil se torne um destino internacional competitivo e, dessa forma, possa aproveitar os muitos benefícios para o desenvolvimento econômico do país, desde a criação de empregos à expansão da indústria audiovisual nacional.

Para ler o artigo completo, acesse: Revista de Cinema.

Nossos parceiros

Assine nossa newsletter

É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento