Dedicado à produção realizada por mulheres e pessoas de identidades de gênero diversas e visando promover maior representatividade e diversidade nas telas e atrás das câmeras, o Cabíria Festival – Mulheres e Audiovisual chega à sua 2ª edição, de 18 a 29 de novembro. O formato será online e totalmente gratuito, com uma programação composta de 35 filmes e 22 microfilmes em exibição, além de debates, oficinas, masterclasses e painéis, como a mesa “Produção Criativa e Internacionalização”, mediada por Kate Lyra, diretora do Latin American Training Center-LATC, e Fernanda Lima.

Para participar, basta acessar a programação por meio de cadastro simples nas plataformas Videocamp, para títulos de longas e médias-metragens, e Cardume, para os curtas, que terão sessões online seguidas de debate. Painéis, mesas e masterclasses terão lives no YouTube do festival. Para conferir a programação completa, é só acessar o site oficial: www.cabiria.com.br.

Para Marília Nogueira e Vânia Matos, realizadoras do festival, o evento reforça a importância não apenas da igualdade de gênero nos espaços de trabalho, mas também a do protagonismo em suas próprias histórias. “No contexto do audiovisual, a iniciativa soma à luta para que mulheres tenham vez e voz ao contar suas vivências, seja escrevendo roteiros, dirigindo projetos ou atuando em personagens de destaque”, afirma Marília. “Já fora das telas, o Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual promove o reflexo desse empoderamento na vida pessoal de cada mulher, incentivando e respeitando seu direito de escolha, suas experiências e demandas”, reforça Vânia.

A abertura será nesta quarta, dia 18, às 20h30, no YouTube. E no dia 24, terça, das 19h às 21h, será realizada a mesa “Produção Criativa e Internacionalização”. Com mediação de Kate Lyra e Fernanda Lima do LATC, terá a participação das produtoras Elisa Tolomelli (EH! Filmes), Fernanda Lomba (Nicho 54) e Maya Bastian (CCFI) e abordará diferentes estratégias da produção criativa, um híbrido entre o olhar executivo e de criação para o impulsionamento de talentos de projetos a nível global. A mesa terá tradução consecutiva e as inscrições podem ser feitas por este link.

“Como membro fundadora do primeiro Coletivo de Mulheres de Cinema e Vídeo do Brasil, nos anos 80, antes do uso generalizado da internet e das redes sociais, é um grande prazer ajudar a promover e conectar mulheres cineastas e produtoras no Brasil e no mundo juntamente com o Cabiria Festival”, destaca Kate Lyra.

Nossos Parceiros

Assine nossa newsletter

É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento