Como a literatura infantil conseguiu driblar a censura do governo militar sem consequência? Durante os vinte e um anos em que o Brasil viveu sob o crivo dos militares, jornais, livros, músicas ou ideias que ameaçassem o regime eram censuradas. Nesses tempos sombrios, escritores de livros infantis, como Ana Maria Machado, João Carlos Marinho, Ziraldo e Ruth Rocha, desafiavam a ditadura ao mostrar as consequências de regimes autoritários.

Este é o projeto de Max Gleiser e Monique Rangel, recém-formados da PUC-Rio, em campanha de crowdfunding até o dia 16 de maio pelo site https://www.catarse.me/euv. Mais informações também podem ser encontradas em sua página no Facebook: https://www.facebook.com/eraumaveznostemposdaditadura/

Esta divulgação faz parte da Plataforma de Projetos Audiovisuais CILECT/LATC, nova ferramenta de apoio de projetos de estudantes e recém-formados das escolas de cinema latino-americanas do CILECT. Para mais informações, acesse a página oficial da Plataforma

Imagem: Ruth Rocha. Foto de Igor Duarte.

Nossos Parceiros

Assine nossa newsletter

É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento