Filme sobre jovem roteirista afro-brasileira e eslava que busca compreender a sua misteriosa história familiar e documentário que explora o tabu envolvendo o ciclo menstrual são os grandes vencedores da edição deste ano do LATINX, Concurso Latino-americano de Argumentos de Longa-metragem organizado pelo Latin American Training Center-LATC. Confira a lista completa dos argumentos vencedores e dos finalistas de cada categoria.

Categoria “Brasil”:

1º lugar – “Olhos Negros” de Júlia Fovitzky de Assis

Júlia, uma jovem roteirista afro-brasileira e eslava, busca compreender a sua própria misteriosa história familiar, marcada pelo multiculturalismo e violência colonial.

2º lugar – “Montañas” de Fernando Serravalle de Andrade

Após perder seu marido, setuagenária embarca numa jornada com suas amigas – todas viúvas e com mais de 70 anos – para cumprir os últimos desejos de seu companheiro.

3º lugar – “Borboletas” de Luciana Guerra Malta

Jovem lésbica de classe média vive tranquilamente sua sexualidade até que leva uma surra por beijar sua namorada em um bar.

Categoria “Em espanhol”: 

1º lugar – “Las cosas por su nombre” de Nancy Lilian Jaimez

Documentário que explora o tabu que envolve o ciclo menstrual a partir de testemunhos pessoais e profissionais que nos permitem falar sobre tudo o que falta para viver o ciclo menstrual na sociedade da maneira mais livre e justa possível.

2º lugar – “Hombres perdidos” de Andrés Madrigal Alvarado

Meu avô, Neftali Madrigal Cartín, foi um importante escritor costarriquenho que viveu casado por 57 anos, teve três filhos e também era homossexual. Este documentário é a jornada pela memória que meu pai e eu empreendemos para revisitar a vida de quem foi meu avô, e, como consequência, descobrir também a nos mesmos.

3º lugar – “Lejana” de Lucía Verónica Bernal

Tiara e Ester, duas irmãs órfãs, precisam trabalhar em uma tabaqueira no norte da Argentina que esconde segredos obscuros relacionados ao passado de ambas. Neste lugar, Tiara descobre que tem dons de cura que vão ajudá-la com uma revelação que vai então mudar o destino de todas.

Nesta edição, serão oferecidos os seguintes prêmios:

  • 1º lugar – Brasil: R$ 1.500,00 + Sessão Online de Coaching de Desenvolvimento de Roteiro ou de Pitching com Kate Lyra.
  • 1º lugar – Em espanhol: US$ 275 + Sessão Online de Coaching de Desenvolvimento de Roteiro ou de Pitching com Kate Lyra.
  • 2º lugar – Brasil: Voucher para o download do software Final Draft (avaliado em US$ 250).
  • 2º lugar – Em espanhol: Voucher para o download do software Final Draft (avaliado em US$ 250).
  • 3os lugares: Livro da Editora LATC.

Além disso, as 30 primeiras inscrições receberão um feedback escrito do seu argumento, independentemente da sua colocação final.

Este ano, a temática foi “Diversidade Latino-americana” e os argumentos finalistas de cada categoria foram avaliados por Cíntia Langie Araújo, professora da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), e Maurício de Bragança, professor da Universidade Federal Fluminense (UFF). Os melhores argumentos em português também foram avaliados por Fernanda Lomba, produtora executiva, cofundadora do NICHO 54 e sócia da Mundi Produtora. E os melhores argumentos em espanhol também foram avaliados por Silvana Lázaro, cineasta mexicana, diretora de Canción de Invierno.

“Parabéns às pessoas que venceram esta edição do Concurso LATINX. Quero agradecer a Tiago Elídio pela dedicação a este projeto do LATC destinado a promover vozes diversas. As inscrições deste ano foram muito enriquecedoras e bem desenvolvidas e, como tal, sinto que devo um reconhecimento especial a Cíntia, Maurício, Fernanda e Silvana pelo seu tempo, experiência e dedicação nesta difícil tarefa de escolher os argumentos vencedores deste ano”, afirmou Kate Lyra, diretora do LATC.

Abaixo a lista completa dos argumentos vencedores e finalistas.

Brasil:

  1. Olhos Negros – Júlia Fovitzky de Assis
  2. MONTAÑAS – Fernando Serravalle de Andrade
  3. Borboletas – LUCIANA GUERRA MALTA
  4. Américas Mães – Jacqueline Aquino Plaça de Paula
  5. O Canto da Favela – André dos Santos Moreira
  6. Repente – Francisco Adelmo Passos da Maceno
  7. Cartas e Tangos – Escarletti dos Santos Pinto
  8. Rosa negra – Najla Carolina da Silva
  9. HORIZONTE AZUL – Carla Copello
  10. Cruz e Souza – Wagner Rodrigues Miranda

Em espanhol:

  1. Las cosas por su nombre – Nancy Lilian Jaimez
  2. Hombres Perdidos – Andrés Madrigal Alvarado
  3. Lejana – Lucía Verónica Bernal
  4. Santos del Sur – Pedro Martin Guerra Bedon
  5. Sofía – Luis Elías García
  6. El Mundo de Sofía – Desiree Julissa Diaz Silva

Organizado pelo Latin American Training Center, o LATINX 2021 contou com o apoio do Fórum Brasileiro de Ensino de Cinema e Audiovisual-Forcine, do Final Draft, o software de escrita de roteiros, e do LatAm cinema. Para mais informações, por favor, acesse LATINX 2021 ou entre em contato com Tiago Elídio, Coordenador do Concurso, tiago.latc@gmail.com.

Lista dos 30 primeiros argumentos que vão receber feedback escrito:

De que eram feitos os cabelos da Barbie.
Era Uma Vez no Vale
Do Rio a La Sierra
SANTOS DEL SUR
O Próximo Vírus
Choródromo
SÓ QUERO VOLTAR PRA CASA
Lejana
#Publi
Os Contos de Alma
Hombres Perdido
Anastácia
Cruz e Souza
Lúcia
Santa Cruz do Deserto
El Mundo de Sofía
O concurso
PISANDO NA AVENIDA
Obra aberta
Minhas férias no Uruguai
6 MÚSICAS
ALÚVIO
VIRUS URBANO
Reverso Da Vida
Negra, Antinegra: Cachoeira
Sublime Caos
TÉRREO
Heroínas das Estrelas
HORIZONTE AZUL
Down no High Society

Assine nossa newsletter

É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento