A benéfica relação entre produtores e film commissions (FC) foi o tema abordado por Steve Solot, presidente do Latin American Training Center-LATC e da Rio Film Commission e também diretor executivo da Rede Brasileira de Film Commissions-REBRAFIC, em seu artigo “A simbiose entre produtor audiovisual e film commission”, publicado nos sites “Revista de Cinema” e “Cultura e Mercado”.

“O produtor tem muitos motivos para manter uma relação estreita com a FC. Primeiro porque é ela que oferece apoio logístico e até político para as produções que ele está rodando – a FC abre as portas para receber as autorizações necessárias para fechar uma rua, filmar em um parque nacional ou sobrevoar um monumento. Além disso, a FC, através do site ou contato pessoal, encaminha produtores nacionais e internacionais para o produtor local e gera oportunidades de expansão das atividades”, destaca Solot.

Steve também falou sobre a importância dada ao assunto no recente Fórum EGEDA-FIPCA do Audiovisual Ibero-americano em Santo Domingo, na República Dominicana, em novembro, que reuniu os principais agentes do setor audiovisual ibero-americano, para debater e planejar as posturas do setor em relação aos principais desafios da região. No painel “As film commissions e sua contribuição ao desenvolvimento da indústria audiovisual”, conduzido pelo presidente da Associação de Produtores do México, Gonzalo Elvira, além de Solot e representantes de FCs da Espanha, México e outros países, os panelistas explicaram como as film commissions podem servir como agentes estratégicos do desenvolvimento sustentável do setor audiovisual.

Para ler o artigo completo, acesse o site: A simbiose entre produtor audiovisual e film commission

Nossos Parceiros

Assine nossa newsletter

É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento